Minha lista de blogs

segunda-feira, maio 29, 2017

Filmes

" Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso (falando no celular).
O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas.
A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance).
É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will.
De origem modesta, com  dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele."


Não li livro algum da autora inglesa Jojo Moyes.
E, ao vê o filme, não chorei.
Mas o filme é muito bonito e alegre.
O personagem escolhe ir para Suiça para ter um suicídio permitido e legal após 6 meses em que se encontra Tetraplégico..
O que é aceito pelos pais.

Assisti a Entrevista da autora do livro e que é também Roteirista do filmes e de outros filmes que feitos baseado nos livros dela, no Conversa com Pedro Bial, e gostei muito.


O outro filme que vi e gostei foi esse Insubstituível.
Insubstituível ou Medico de Província.


É um filme muito bonito e me foi indicado pela querida Mona Lisa do blog www.fardilhas.blogspot.com.br.
O filme retrata além da dificuldade de um médico trabalhando numa Província francesa, uma  realidade muito diferente da nossa realidade, a dificuldade de nós médicos aceitarmos que não somos "imorríveis ou indoencíveis" e que para nós é muito difícil encarar uma doença.
O filme é francês e trás esse ator maravilhoso, François Cluzet.

"Conhecido do grande público no Brasil como o carrancudo Philippe de Intocáveis (2011), em Insubstituível François Cluzet assume o papel de Jean-Pierre, uma espécie de médico de família de uma região rural da França, que é diagnosticado com um tumor maligno. 
Profissional dedicado, atencioso com a população local, ele vê seu emprego – e sua posição de respeito no vilarejo – ameaçado quando a recém-formada Natalie (Marianne Denicourt) é deslocada para trabalhar ao seu lado.

Ele se ressente da presença dela e começa a boicotá-la; ela sente a pressão imposta por ele e aceita o desafio. O primeiro terço do filme de Thomas Lilti (de Hipócrates, outro drama de fundo... hospitalar – o diretor também é médico), que dá conta de apresentar os personagens"

Minha nota foi 10, viu Hugo.
Liliane

21 comentários:

Pedrita disse...

gostei de saber o roteiro do segundo filme que por sinal tem nome francês bem melhor que o péssimo brasileiro que colocaram. o outro não me interessei. beijos, pedrita

lenalima disse...

Bom dia!! Ainda não vi nenhum, mas o segundo me parece bom ...já o Primeiro não tive coragem de ver, dizem que é lindo , mas triste! bj

Os olhares da Gracinha! disse...

Levo mais duas belíssimas propostas para ver!!!
Liliane ... o médico cirurgião é Bissaya Barreto ... solteiro e sem descendentes criou uma Fundação e é uma ilustre pessoa da cidade de Coimbra!
No título tem o nome dele!!!
bj

Patricia Merella disse...

Este segundo parece interessante. Obrigada por partilhar! O João tem a Mariana e o Miguel como irmãos. A Mariana vive em Londres e Miguel em Lisboa.Liliane, nunca vi cravo com flor grande assim eu talvez não me lembre. Plantei cravos nos vasos e adoro chegar a casa e rega-los para sentir o perfume. Beijinhos

Hugo disse...

Eu pretendo assistir "O Insubstituível".

O primeiro filme que você citou não me chama a atenção. É uma daquelas produções indicadas para os fãs do livro.

Abraço

luisa disse...

Não vi nenhum desses. E há já algum tempo que não vou ao cinema. Saudades. :)

Fátima Oliveira disse...

Ando evitando filmes tristes, sei que a historia tanto na vida real, como na fictícia tem casos tristes, mas como as vezes tenho baixa de humor (estresse) faço de tudo para evitar, estou num momento meio deprê, sou aquela que absorve muito as coisas que acontecem ao meu redor, o que fazer?
Depois quero dicas de filmes bem alegres, conto com suas dicas, você tá uma especialista no assunto.
Beijos.

Além da Rua Atelier por Veronica Kraemer disse...

Lili querida, não assisti estes filmes, mas quero ver. Obrigada por compartilhar aqui!
Beijos e uma semana abençoada pra ti
Veronica

Letícia Olegario disse...

Ooi adorei as dicas, já assisti como eu era antes de você e gostei muito !
beijos boa semana
bellapagina.blogspot.com.br
Face: Bella Página

Luli Ap. disse...

Olá Liliane
Olá Liliane
Siiiiiim assisti Desejo e Reparação. E siiiim concordo contigo James McAvoy está bem diferente no filme Fragmentado.
Aliás Desejo e Reparação é baseado num livro de Ian McEwan e tb tem no filme o maravilhoso (eu acho) Benedict (Sherlock) Cumberbatch!

Assisti (e li) e amei Como eu era antes de você.
Tinha recebido o livro da editora em 2014 mas só li no comecinho desse ano, achei que era "modinha" mas gostei bastante, na verdade não achei que se trata de morte, mas sim de vida.
E não achei que se tratasse de romance (embora quase todo mundo comprou essa ideia) mas de amizade mesmo e confiança.
E posso não concordar com a atitude do Will, mas respeito siiim a decisão dele.
E claro chorei :/
Ahhhhh eu ganhei do meu namorado uma meia de abelhinha que amoooooo usar <3

Também assisti e gostei bastante de Insubstituível.
Gosto muito do Cluzet (ammeeeeeei Intocáveis com o Omar Sy) e a atuação dele está na medida exata de um homem preocupado, com medo pelas incertezas do futuro, mas com humor sutil.
Os dilemas são reais, os personagens possíveis, sofrem, mas resolvem as situações como adultos.
A medida de confiança que se estabelece no decorrer da narrativa é adorável.
Aliás o filme termina com música da Nina Simone, muito fofa :)

Excelentes suas indicações eu super amei <3
Ótima terça pra ti
Bjs Luli
Café com Leitura na Rede

Isa Sá disse...

Fiquei com vontade de ver o filme.

Isabel Sá
Brilhos da Moda

O meu pensamento viaja disse...

Liliane, você é realmente enciclopédica no que diz respeito a cinema.
Não vi nenhum desses filmes.

Joana Claro disse...

Que duas boas dicas! Ainda não vi nenhum!
Beijinho
http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

Nal Pontes disse...

Oi Liliane, é sempre bom vim aqui ir bater um papinho com vc. Meus netinhos
ficaram bem comportadinhos. Não choraram. Ontem eles vieram passar o dia comigo
e já viu. É um trabalho só. Mas tmb muito divertido está com eles. Amo qd eles
me pedem braço. Sei que o tempo passa rápido por isso quero curtir cada momento
que puder com eles. Agora eles estão ainda mais parecidos, e eu estou confundindo
mas vou me acostumar. Bjs querida e um dia maravilhoso pra vc

Marta Moura disse...

Fiquei curiosa com o 'Insubstituível'!

Lete disse...

Ainda não vi nenhum deles, mas fiquei com vontade. Não quero chorar, então opto por comédias para não ficar depressiva.
Ah, quanto às almofadas... quero ver, sim! Vou adorar!

Mona Lisa disse...

Adorei que gostasses do filme.
Se conseguires encontrar o "100 metros" vê, pois também é fantástico e baseado num facto verídico.

Penso que já deves ter lido o resumo. O filme é espanhol.

100 Metros

Título original:
100 Metros
De:
Marcel Barrena
Com:
Dani Rovira, Karra Elejalde, Alexandra Jiménez
Género:
Comédia Dramática
Classificação:
M/14
Outros dados:
ESP/POR, 2016, Cores, 108 min.
Ramón vê tudo ruir à sua volta quando recebe o diagnóstico de esclerose múltipla já em estado avançado. Dedicado à família e ao trabalho, não consegue imaginar-se dependente dos cuidados de quem quer que seja. Mas o corpo não pára de lhe dar sinais de debilidade e, a acreditar na avaliação dos médicos, dentro de um ano será incapaz de andar 100 metros. Depois de uma fase de sentimento de derrota e autocomiseração, ele decide questionar todas as limitações do seu corpo e mostrar ao mundo a sua força para enfrentar as adversidades. Inscreve-se num "ironman", uma prova de triatlo composta pori 3,8 quilómetros de natação, 180 de bicicleta e 42 de corrida. Com a ajuda do sogro, Ramón dá início a um treino em que se vê todos os dias a superar limites, numa extraordinária manifestação de coragem e capacidade de sacrifício.
Baseado na verdadeira história de Ramón Arroyo, um filme sobre resiliência e superação, com realização e argumento de Marcel Barrena. Dani Rovira, Karra Elejalde, Alexandra Jiménez, Ricardo Pereira e Maria de Medeiros dão vida aos personagens.

Não tenho ido ao cinema, pois não me apetece ir sozinha e agora só quando a minha irmã acabar os exames dos alunos.

Tenho aqui para ler(disseram-me que é muito bom) o livro "Os bebés de Auschwitz".
A autora é Wendy Holden.

Beijinhos.

Maria Glória disse...

Liliane, eu aprecio muito filmes franceses. Gosto mesmo! Insubstituível eu quero assistir, gosto do ator, também. Gostei muito da postagem.
A saladinha com brócolis é um mimo para alma. Adoramos aqui e casa.
Bella, um beijo e ótimos dias!

Jane Quintela de Carvalho disse...

Oi Liliane... eu li o livro "Como eu era antes de você" e chorei no final, dá uma agonia e um aperto no peito, tem uma continuação que é bem interessante também e se chama "Depois de Você", que acredito vai se transformar em filme também... Beijosss

Bruxa do 203 disse...

Assisti aos dois e gostei. Não são inesquecíveis, mas fazem pensar.

Ana Freire disse...

Mais duas sugestões fantásticas!
Já anotando, pois claro!
Bjs
Ana